domingo, 12 de julho de 2009

'Till the stars

Voa.
Voa serena pela noite dentro.
Não pares nos altos edíficios.
Não respires o fumo das chaminés.
Não olhes para os rios contaminados.
Não olhes para as lágrimas da Terra.
Não choques com os aviões, não te aproximes dos helicópteros.

Voa.
Voa serena pela noite dentro.
Vai em paz até às estrelas.
Escolhe um cantinho para ser só teu e lá morares.
Escolhe uma estrela bonita e cintilante, longe da Terra.
Eras e ainda és pequena, ainda não tens culpa do mal que fizemos e fazemos.
A tua inocência ainda é uma razão válida.

Voa serena pela noite dentro.
Não pares nas nuvens.
Não fiques a ver a aurora.
Segue sempre em frente até à tua estrela.
Ela já lá está à tua espera.
Não voltes.
Não quero que vejas o teu pequeno mundo arruinado.

Voa pequenina. Eu fico aqui a ver-te.


SM**Cappuccino

4 comentários:

Sofia Carvalho disse...

Linda!!

Sandra disse...

amooooooo! tá lindo, lindo, LINDOOOOO!! é o meu preferido, tá uma ternuraaa! :) autêntica!

em relação ao meu post, obrigado pelas tuas palavras.. hehe. tou super desmotivada com os exames.. é super injusto, mesmo. e começas a ver as coisas a andarem por rumos estranhos e o teu futuro ameaçado por míseras folhas de papel. mas enfim.. ainda falta um ano, e se Deus quiser lá estarei a repetir estes dois e a fazer português e matemática. é a vida.

és uma fofa :) obrigadooo

muitos beijinhos *

Raquel disse...

adorei eis o teu carinho por crianças... inocentes num mundo de culpados, inocentes numa Terra agredida!

Luna Tic disse...

tão fofinho! =) infelizmente, o nosso pequeno mundo está constantemente sujeito à ruína, mas há que saber contornar os obstáculos para deixarmos o nosso mar ser de rosas. enfim. vou-me deixar de devaneios.

beijinho*