sábado, 9 de janeiro de 2010

Quem sou eu?

Eu?
Eu sou um eco de todas as minha memórias
De tudo o que me aconteceu.
De todas as perguntas sem resposta,
De todos os sorrisos à Beira-Mar,
De todos os Cappuccinos bebidos, sentidos, discutidos e desenhados.
De todos os bolos feitos Quinta à tarde com a Rita,
De todos os projectos com a Sara,
De todas as buscas com o Freddy.
De todas as viagens que me recuso a esquecer,
De todos os maus momentos que me recuso a lembrar,
De todas as palavras ditas e, ainda mais, das sentidas,
De todos os sonhos perdidos e, especialmente, dos perseguidos e alcançados.
De todos os sorrisos em bolas de sabão.

Eu sou própria,
Mas defino-me com a ajuda dos outros.
Eu nunca poderei dizer quem sou com exactidão,
Porque mudo a cada momento
E em cada tempo sou diferente.
Eu, no fundo, sou eu mesma,
Mas este mesma tem muito que se lhe diga:

Hoje, não gosto do mesmo que gostei ontem,
Hoje não faço o que amanhã farei,
Eu hoje não sou o que amanhã serei.

SM** Cappuccino

4 comentários:

Meio Cheio disse...

Hoje és o ontem e mais um pouco =)

Bom fim de semana...beijinhos*

MMs disse...

Ei, ei, ei, e então comigo, nada?
Nadica de nada?
Nickles?
Depois havemos de falar... ah pois é...

A edição, está a correr bem??

Ly Madeirense

MMs disse...

P.S.: We have music again :D

Sandra disse...

és mais, muito mais que isso tudo! :)

beijinho giganteee*