sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Hoje apetece-me

Hoje?
Hoje apetece-me voar.
Apetece mesmo.
Voar por aí além, sem rumo nem destino.
A sonhar, sabes?

Hoje apetecia-me mesmo fazer um bolo.
Um daqueles de chocolate, com molho por fora a derreter
E uns pequenos enfeites.
Criar algo, sabes?

Hoje apetecia-me viajar.
Ir à Grécia, a França (Paris, ma très chère Paris)
Visitar locais já por mim esquecidos.
Recordar, sabes?

Mas ora, nao tenho tempo, pois não?
Já não tenho tempo para sonhar e criar algo a partir do nada,
Já não tenho tempo para me lembrar e recordar desses tempos felizes.

Mas, olha, já fiz isso tudo agora, não foi?
Afinal, ainda tenho tempo para muita coisa.

SM**Cappuccino (a aproveitar cada segundo como se não houvesse amanhã)

7 comentários:

SEK disse...

Muito bom e optimista (realista?). Gostei do que li e vi. Bom fim de semana.

Nêss. disse...

admiro tanto quem consegue escrever poesia, a sério!

Meio Cheio disse...

começa a ser assustador o modo como pensas como eu e num timming perfeito com o que estou a pensar. Esta ultima semana passei o tempo a dizer..."quero"..."tenho que"..."apetece-me"...e depois o tempo? Não há...fico-me pela exploração da minha imaginação mais que fertil!
beijinho =)*

Sandra disse...

E porque não? Vai! Faz! AGEE! simplesmente não te deixes ficar parada a ver o tempo e a vida passarem por ti..

beijinho fofinha :))*

Sofia Carvalho disse...

Gosto da evolução que criaste ao longo do poema . O ínicio como uma pessoa "acomodada" com a vida... "
Já não tenho tempo para sonhar e criar algo a partir do nada,mas ao longo", e para o fim, lutas contra esse comodismo. É razão para dizer, que escrever faz-nos bem, liberta-nos, e da-nos vontade de VIVER, de lutar...Afinal, sofia, aperecbeste-te que tens tempo para tudo, não é?! Beijinhos

disse...

é verdade! :)
beijinhos

disse...

obrigada, :)
beijinhos